Maternidade

Volta ao trabalho após a licença maternidade

Como voltar ao trabalho após a licença maternidade, sem traumas

Como voltar ao trabalho após a licença maternidade, sem traumas

Toda mulher, por mais práticaS, objetivas e bem resolvidas que sejam, sofre quando o assunto é a volta ao trabalho após a licença maternidade. Muitas se culpam, outras emocionalmente ficam frágeis porque se sentem “abandonando”a cria e muitas entram num espiral de estresse tentando dar conta de tudo. Então para evitar que isso aconteça e para que a volta ao trabalho após a licença maternidade ocorra sem traumas, elencamos algumas dicas para vocês.

Com quem vou deixar o meu bebê?

Eis a hora de tomar a decisão mais importante: quem vai cuidar do meu bebê? Um parente? Uma babá? Ou deixo na creche?

Família

Normalmente, a preferência, é escolher alguém da família em quem confie para cuidar do seu bebê. Mas nem sempre é possível e viável já que muitas vovós ainda estão no mercado de trabalho e outras não tem condições, pelo trabalho que uma criança exige, de sozinhas darem conta. Então, se optar por deixar com alguém da família se certifique se de fato aquela pessoa tem condições e financeiramente dê algum suporte, ok?.

 Babás

Babás assim como qualquer profissional devem ter indicações e qualificações, então para evitar problemas, busque referências pessoais, peça cartas de recomendação, converse com pessoas que já utilizaram dos serviços e contrate profissionais qualificados, que falem bem o português, que saibam acudir a criança em caso de algum problema com engasgo, refluxo, etc. Se possível, dê algumas “incertas” fora dos horários habituais para checar se está tudo bem. Evite deixar a criança longos períodos apenas com a babá e verifique se o seu bebê continua tranquilo, sereno e saudável. Qualquer sinal diferente disso, ligue o alerta. Muitas mamães colocam câmeras em casa, se isso for possível, não hesite, faça. Outra dica, muitas mamães contratam babás e deixam tanto a babá quanto o bebê na casa da avó ou da sogra assim alguém da família vai estar sempre por perto, observando a profissional até que você se sinta segura e confortável.

Creches

As creches contratam pessoas treinadas e capacitadas, capazes de dar ao seu filho os estímulos corretos para sua faixa etária. E, sempre, traz o atrativo de conseguir uma flexibilidade dos horários.

Antes de decidir, visite, experimente e faça períodos de adaptação de 30 minutos a uma hora para ver como o seu bebê se sente.

Busque locais referendados, próximos ao seu trabalho e monitorados eletronicamente para que você, sempre que quiser, tenha acesso visual ao seu bebê. Cheque as instalações físicas e veja quantos cuidadores e quantos bebês tem por turma o ideal é que para cada 03 crianças tenha um profissional. Outro ponto, verifique se a creche exige a carteirinha de vacinação das crianças e se todos os ambientes são frescos, seguros e adequados. Verifique se na sua empresa existe o auxílio creche, qualquer valor nessa fase inicial do bebê ajuda, concordam?

Amamentação

As crianças devem ser alimentadas só com o leite materno até os seis meses. Mas a volta ao trabalho, geralmente, acontece antes desses seis meses. Por isso, é ideal que a mãe ao voltar negocie com o seu empregador o tempo para amamentação e na medida do possível consiga ir até o bebê alimentá-lo. Quase a totalidade das convenções coletivas de trabalho preveem tempo de amamentação no período pós licença sem que isso gere qualquer prejuízo a mulher. Se isso não for possível em razão da distância, tire um tempo durante o trabalho para retirar o leite com a bombinha para evitar empedramento e outros problemas.

O bebê deve ser alimentado diretamente do seio antes e depois do trabalho, o leite excedente tirado precisa ser armazenado e levado até o bebê para que ele continue sendo alimentado só com o leite da mãe. Mas, deve-se ter cuidado para que a extração seja feita com condições de higiene e assepsia corretas. O leite deve ser colocado nas geladeiras e ser consumido em menos de 24 horas.

Itens para a mamãe levar ao trabalho

A bomba de leite;

Os absorventes de seios

Comidas saudáveis, afinal, para oferecer uma alimentação nutritiva para seu bebê, você deve se alimentar muito bem;

Uma garrafa de água em mão para se manter hidratada o dia inteiro.

Outras detalhes importantes:

Não saia escondida do bebê, converse e se despeça para proporcionar segurança a ele.

Não passe muito tempo se despedindo.

Evite ficar trocando toda hora de creche ou babá.

Dedique um tempo para vocês dois passarem juntos.

Separe a vida pessoal da profissional e seja responsável e coerente com as suas escolhas

Conte para o seu bebê sobre seu dia e converse como ele sempre depois do período longe, mantendo a ligação e o acolhimento entre vocês.

Saiba que a preocupação em não estar perto é normal e com o tempo, passa, acredite.

Outros textos:

Dicas para ser feliz no seu casamento: https://mulheremoda.com.br/dicas-para-ser-feliz-no-seu-casamento/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários Facebook

Tags

Você também pode gostar

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Por favor, desative o adblock para continuar navegando no site!